Esta lista tem atualizações até o fim do dia. Acompanhe.
O relator da comissão de impeachment na Câmara apresentou parecer favorável à abertura do processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff.

O principal assessor do relator no parecer do impeachment já defendeu Cunha duas vezes: representando a Câmara em julgamento no STF em dezembro e o próprio Cunha em uma queixa-crime por calúnia em 2007.Leia a íntegra do parecer, veja o que dizem o pedido de impeachment, a defesa de Dilma e o parecer do relator e entenda o processo de impedimento da presidente.

Veja a repercussão no Congresso do relatório pró-impeachment de Dilma. Segundo o vice-líder de governo na Câmara, o governo “está consciente” de que vai perder a votação na comissão, mas vai lutar no plenário.

Já o PP afirmou que vai ficar na base do governo até a votação do impeachment no plenário – o que pode acontecer na próxima semana.O vice-presidente Michel Temer se disse “extremamente espantado” com decisão do ministro Marco Aurélio (Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)
O vice-presidente Michel Temer disse ter ficado “extremamente espantado” com a decisão do ministro do STF Marco Aurélio Mello de determinar que a Câmara dê andamento a um pedido de impeachment contra ele.

“Isso me agride profissional e moralmente”, afirmou.Cunha pediu aos partidos a indicação de nomes para a comissão do impeachment de Temer, mas disse que não vai criá-la se os líderes partidários não apresentarem nomes.

O DEM, por exemplo, se recusou a fazer as indicações até que o plenário do STF analise o caso.
A defesa do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pediu anulação de depoimentos de todas as testemunhas de acusação no Conselho de Ética.

O argumento é que elas se beneficiaram de delação premiada e irão apenas confirmar afirmações já feitas.O presidente de conselho diz que Cunha tenta mais uma vez atrasar o processo.

A defesa do ex-presidente Lula pediu ao STF investigação do juiz Sérgio Moro. Segundo a defesa, Moro ordenou a interceptação do principal ramal do escritório Teixeira, Martins & Advogados, ferindo a confidencialidade da relação entre o ex-presidente e seus defensores.

(Foto: Pixabay/Divulgação)Pela 1ª vez, mais da metade dos lares brasileiros têm acesso à internet, segundo o IBGE. Eram 36,8 milhões de casas conectadas em 2014, ano da pesquisa (ou 55% das casas do país).

Os dados mostram também que os smartphones se tornaram o aparelho nº 1 para acessar internet no Brasil, ultrapassando os PCs (80% contra 77%).
O número de adultos com diabetes no mundo quadruplicou nas últimas décadas, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), devido sobretudo à obesidade.

Os diabéticos passaram de 108 milhões em 1980 para 422 milhões em 2014, e metade deles vive em 5 países: China, Índia, Estados Unidos, Brasil e Indonésia.
Os brasileiros tiraram R$ 5,37 bilhões da poupança em março, menos que os R$ 11,43 bilhões do mesmo mês em 2015.

No acumulado do ano, o saldo entre depósitos e saques chegou a R$ 24,05 bilhões negativos, pior resultado da série histórica.
A produção de veículos caiu 27,8% no 1º trimestre, e o setor registrou o pior início de ano desde 2003.

Foram produzidas 482,3 mil unidades de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus entre janeiro e março deste ano, contra 667,6 mil no mesmo período de 2015.Homem caminha em trilho da estação São Conrado do metrô do Rio de Janeiro, parte da extensão da linha 4 (Foto: Ricardo Moraes/Reuters)
Deputados estaduais do Rio autorizaram o Executivo a contratar um empréstimo de quase R$ 1 bilhão junto ao BNDES para terminar a obra do do metrô para as Olimpíadas.

O dinheiro será usado na Linha 4, no trecho entre a Barra da Tijuca e Ipanema.Polícia Militar usa bombas de efeito moral em manifestação de estudantes contra a máfia da merenda em SP (Foto: Nelson Antoine/Framephoto/Estadão Conteúdo)Ato de estudantes contra a máfia da merenda em São Paulo terminou em confronto.

A PM jogou bombas de efeito moral durante o protesto, que reuniu cerca de 50 estudantes em frente à sede da Secretaria estadual de Educação. Um manifestante foi detido.

Primeiro-ministro islandês nega renúncia após escândalo ‘Panama Papers’ (Foto: Bertil Enevag Ericson/AP)
Envolvido no escândalo “Panama Papers”, o primeiro-ministro da Islândia, Sigmundur David Gunnlaugsson, disse que não renunciou ao cargo – ao contrário do que foi noticiado ontem -, mas sim pediu afastamento por tempo indeterminado. Documentos revelaram que Gunnlaugsson omitiu ter uma offshore em paraíso fiscal não-declarada.

O caso “Panama Papers” foi revelado no domingo (3). Milhões de documentos do escritório de advocacia panamenho Mossack Fonseca vazaram, revelando contas no exterior de 72 chefes e ex-chefes de estado, políticos, empresários e celebridades do mundo inteiro.

No Brasil, o vazamento revelou 107 offshores ligadas a alvos da Lava Jato.Quer saber mais? Veja as principais notícias do G1 nesta quarta (6).

.

Fonte: G1