Registrar mamíferos selvagens em seus próprios habitats é um desafio para um fotógrafo.O fotógrafo Paul Dibben foi o primeiro colocado na categoria ‘Um Breve Encontro’ com a foto ‘Caça do Dia’ (Foto: Paul Dibben)
Por isso, os registros premiados anualmente pela The Mammal Society, uma organização britânica sem fins lucrativos, são ainda mais impressionantes.
A premiação é composta por quatro categorias.

Nesta galeria, destacamos os registros que ficaram em primeiro e segundo lugar em cada uma delas.Fotografar mamíferos selvagens é um desafio, o que torna os registros premiados anualmente pela The Mammal Society, organização britânica sem fins lucrativos, ainda mais impressionantes.

O ganhador na categoria “Mamíferos na Porta de Casa” foi Richard Bowler, com esta imagem de uma doninha (Foto: Richard Bowler)Paul Dibben ficou em segundo lugar nesta categoria com a seu registro de uma lontra no rio Stour, em Dorset, na Inglaterra, intitulada “Surfando a Represa”. (Foto: Paul Dibben)Em segundo lugar nesta categoria, Richard Bowler registrou uma raposa em cemitério no País de Gales.

(Foto: Richard Bowler)A vencedora na categoria “Mamíferos em Nossas Paisagens” foi esta imagem de veados travando uma disputa em Ashton Court, em Bristol, na Inglaterra, feita por Mark Eastment (Foto: Mark Eastment) segundo lugar na categoria “Um Breve Encontro” foi para esta fotografia de um rato silvestre feita pro Sarah Darnell, que descobriu como estes animais gostam de ameixas. (Foto: Sarah Darnell) A categoria “Jovem Fotógrafo do Ano” revela talentos promissores.

Neste ano, o ganhador entre aqueles com menos de 15 anos foi Alex White, de 12 anos, com este registro de uma lebre. (Foto: Alex White)O vencedor entre os fotógrafos de 16 a 18 anos foi Kyle Moore, com sua fotografia de uma raposa em uma estufa.

Todas as imagens são cortesia da The Mammal Society. (Foto: Kyle Moore)
.

Fonte: G1