Barack Obama almoçou nesta quarta-feira (30) com algumas das pessoas que estiveram presas e receberam comutações (Foto: REUTERS/Kevin Lamarque)
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, comutou nesta quarta-feira (30) as sentenças de prisão de 61 infratores que cometeram crimes não violentos relacionados a drogas, e a Casa Branca disse que ele espera dar mais perdões e reduções de pena durante os seus últimos meses no cargo.
Obama tem pressionado por reformas no sistema criminal norte-americano para reduzir o número de pessoas servindo longas sentenças por crimes não violentos relacionados a drogas, uma área rara em que o presidente democrata tem atraído apoio de parlamentares republicanos.
“Não faz sentido que quem comete um crime não violento associado a drogas pegue 20 anos, 30 anos, em alguns casos prisão perpétua.

Isso não está beneficiando ninguém”, afirmou Obama depois de um almoço nesta quarta-feira (30) com diversas pessoas cujas sentenças haviam sido amenizadas.
Obama já comutou até agora 248 sentenças, o que, segundo a Casa Branca, é mais do que o feito pelos seis presidentes anteriores juntos.

Mais de um terço dos beneficiados nesta quarta-feira cumpriam sentenças de prisão perpétua.
“Durante o restante do seu período no cargo, o presidente está comprometido a continuar com as clemências, além de fortalecer programas de reabilitação”, disse o consultor da Casa Branca Neil Eggleston, em comunicado.

.

Fonte: G1