Barack Obama defende a igualdade salarial entre homens e mulheres nesta terça-feira (12) em Washington (Foto: SAUL LOEB / AFP)
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, defendeu nessa terça-feira (12) a igualdade salarial entre homens e mulheres. “Mesmo trabalho, mesmo salário: esse deveria ser um princípio fundamental da nossa economia”, disse em Washington na Sewall-Belmont House, casa que foi sede do Partido Nacional da Mulher (National Woman’s Party, NWP), declarada “Monumento Nacional”.
“É uma ideia simples, (.

..

) mas é uma ideia que ainda não conseguimos colocar em prática”, lamentou Obama, por ocasião do Dia da Igualdade Salarial, nos EUA.
“Hoje, em média, uma mulher que trabalha em horário integral ganha 79 centavos (por hora), enquanto o homem ganha um dólar.

Essa diferença é ainda mais expressiva para uma mulher negra”, acrescentou, durante a cerimônia.
O Partido Nacional da Mulher foi criado por Alice Paul, a militante do sufrágio que lutou, ao longo do século XX, “pela igualdade política, social e econômica das mulheres nos Estados Unidos, mas também em todo o mundo”, segundo o decreto assinado pelo presidente americano a fim de proteger o imóvel.

Após reconhecer o papel desempenhado pelas sufragistas, Obama manifestou sua esperança de que o lugar se converta em um emblema das lutas passadas e presentes pelos direitos das mulheres.
“Espero que os meninos e as meninas venham aqui em 10, 20, 100 anos para se lembrar de que as mulheres lutaram pela igualdade”, expressou.

“Quero que lhes surpreenda uma época em que as mulheres não tinham direito a voto, ganhavam menos do que os homens pelo mesmo trabalho, eram menos numerosas que os homens nos conselhos de administração e que nenhuma mulher tinha ocupado o Salão Oval”, acrescentou.Campanha de HillaryA pré-candidata democrata Hillary Clinton, que pode ser em janeiro de 2017 a primeira mulher a ocupar a presidência dos EUA, fez da igualdade salarial um de seus temas de campanha.

Nesta terça-feira, Hillary postou em sua conta do Twitter o vídeo de uma conversa sua com uma menina sobre o tema.
“Você acredita que quando for presidente vão pagar você como se fosse um homem?”, pergunta a menina, provocando risos nos presentes ao encontro.

“Esse é um dos postos que pagam da mesma maneira”, respondeu a ex-secretária de Estado. “Mas há muitos exemplos em que não é o caso.

Eu farei o possível para garantir que todas as mulheres, em todos os cargos, recebam o mesmo salário que os homens”, prometeu.A igualdade salarial também é defendida pelo sanador Bernie Sanders, o outro pré-candidato à presidência pelo Partido Democrata.

.

Fonte: G1