A Organização das Nações Unidas (ONU) começou nesta quarta-feira (20) uma operação de retirada de pessoas com problemas de saúde das localidades sírias controladas pelos rebeldes ou pelo governo e que se encontram sitiadas.
Essa operação faz parte de um plano de beneficiará cerca de 500 doentes e feridos. Um primeiro ônibus com 15 homens a bordo deixou a localidade rebelde de Zabadani, oeste de Damasco, constatou um jornalista da AFP.

A Anistia Internacional (AI) divulgou na terça-feira (19) um vídeo que testemunha a trágica realidade da população síria de Daraya. A cidade está sob ataque das forças do regime desde novembro de 2012 e é alvo de contínuos bombardeios com barris de explosivos.

Clique aqui para ver o vídeo.
O vídeo, gravado por civis entre 2014 e finais de fevereiro passado, mostra o temor e o sofrimento que gera viver sob as bombas.

“Querem me matar” ou “sinto medo” são as respostas de duas crianças ao serem questionadas sobre estes ataques indiscriminados.
.

Fonte: G1