O presidente da Venezuela Nicolas Maduro no 1º de maio em Caracas (Foto: Ariana Cubillos/AP)
A oposição venezuelana entregou nesta segunda-feira (2) um total de 1,85 milhão de assinaturas ao Conselho Nacional Eleitoral (CNE) pedindo a convocação de um referendo revogatório contra o presidente Nicolás Maduro, anunciou o porta-voz da oposição Jesús Torrealba.
O CNE exige 195.721 assinaturas (1% do padrão eleitoral) para pedir que se inicie o processo.

“Entregamos hoje ao CNE 80 caixas, cada uma com 2.500 planilhas, de um total de 200 mil planilhas, contendo 1 milhão e oitocentos e cinquenta mil assinaturas”, escreveu Torrealba, secretário-geral da coalizão Mesa da Unidade Democrática (MUD), em sua conta no Twitter.

As caixas com as assinaturas já foram entregues ao conselho, que deverá conferir o número em cinco dias e depois chamar os assinantes pata confirmar seu apoio com impressões digitais em mais cinco dias.
Só depois disso será autorizada a coleta de 4 milhões de assinaturas (20% do padrão eleitoral) requeridas para convocar o referendo.

A oposição acredita que o referendo poderia ser realizado no fim deste ano.
Para revogar o mandato de Maduro no referente, o “sim” deve obter mais de 7,5 milhões, número de votos que o elegeram após a morte de Hugo Chávez em 2013.

.

Fonte: G1