O caixão do poeta chileno Pablo Neruda durante homenagem no Congresso do Chile, em Santiago, nesta segunda-feira (25) (Foto: Ivan Alvarado/Reuters)
O poeta e prêmio Nobel chileno Pablo Neruda (1904-1973) voltou a ser enterrado nesta terça-feira (26) no balneário de Isla Negra, três anos depois da exumação de seus restos mortais para investigar se foi assassinado pela ditadura de Augusto Pinochet.
Após uma homenagem popular em Santiago, o caixão com os restos de Neruda foi levado nesta terça-feira até o balneário de Isla Negra, na costa central chilena, onde voltou a ser enterrado no túmulo voltado para o Oceano Pacífico.
.

Fonte: G1