O presidente do Chade, Idriss Deby Itno, concede entrevista após encontro com a embaixadora dos EUA na ONU, Samantha Power, no palácio presidencial em N'Djamena, na quarta (20) (Foto: AP Photo/Andrew Harnik)
O chefe de Estado do Chade, Idriss Deby Itno, foi reeleito para um quinto mandato com 61,56% dos votos, no primeiro turno das eleições presidenciais realizadas em 10 de abril, informou a comissão eleitoral.
O líder da oposição, Saleh Kebzabo, ficou no segundo lugar, com 12,80% dos votos, seguido pelo prefeito de Moundou, capital econômica do país, com 10,69%.
A taxa de participação foi de 71,11%.

No total, 13 candidatos se apresentaram, incluindo Idriss Deby Itno, que está há 26 anos no poder e dispõe de meios financeiros e logísticos muito superiores aos de seus adversários.
Os partidários do presidente, reunidos no Movimento Patriótico de Salvação (MPS), comemoraram a vitória com tiros de canhão e disparos de armas automáticas na Praça da Nação de Yamena, diante do palácio presidencial.

Antes da publicação dos resultados, oito candidatos denunciaram fraude e garantiram que ninguém poderia decidir no primeiro turno.
O Conselho Constitucional deve ratificar os resultados nos próximos dias.

O Chade é considerado pela ONU um dos cinco países mais pobres do mundo. Apesar dos recursos petroleiros explorados desde 2003, metade da população sobrevive abaixo do limite da pobreza, com 70% de analfabetos.

.

Fonte: G1