Traficante Marquitos Figueroa (ao centro da imagem, com malha escura e gola clara) com poliais colombianos após sua extradição nesta quarta (27) (Foto: Reprodução/Twitter/General Jorge Nieto)
Preso no Brasil, o traficante mais procurado da Colômbia foi levado de volta nesta quarta (27) ao seu país de origem. Marcos de Jesús Figueroa García, conhecido como Marquitos Figueroa, foi extraditado um ano e meio depois de ser preso em Boa Vista, Roraima, em 22 de outubro de 2014.Além de comandar uma quadrilha de contrabando e tráfico de drogas, Marquitos é acusado também de 250 homicídios.

Segundo a agência EFE, ele também responde a acusações de porte e tráfico de armas de uso exclusivo das Forças Armadas da Colômbia.A demora em sua extradição se deve a recursos apresentados por seus advogados, de acordo com o jornal colombiano “El Tiempo”, que informa que o avião que levou Marquitos pousou em Bogotá por volta das 16h45 (18h45 em Brasília).

Ainda segundo o jornal colombiano, o traficante é considerado peça-chave em um processo contra o ex-governador de La Guajira, Kiko Gómez, acusado de matar um vereador e dois moradores da cidade de Fonseca.Traficante Marquitos Figueroa chega à Colômbia após ser extraditado do Brasil (Foto: Reprodução/Twitter/General Jorge Nieto)PrisãoMarquitos Figueroa foi preso pela Polícia Federal em uma casa de luxo onde morava havia cerca de seis meses com alguns familiares, sem oferecer resistência.

O governo colombiano chegou a oferecer recompensa de US$ 250 mil por sua captura e, quando ele foi capturado no Brasil, o diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado da PF, Oslaim Campos Santana, disse que o colombiano chegou a fugir da prisão de forma “espetacular” em 2002, após conseguir explodir o muro de um prédio.
.

Fonte: G1