Foto divulgada por ocasião dos 90 anos da rainha Elizabeth II mostra a monarca no Castelo de Windsor com seus dois netos – James Viscount Severn e Lady Louise, à esquerda – e cinco bisnetos – Mia Tindall (segurando uma bolsa), Isla Phillips (à sua direita), Príncipe George, Savannah Philipps e Princesa Charlotte (em seu colo) (Foto: ANNIE LIEBOVITZ / AFP)
A rainha Elizabeth II da Inglaterra completa 90 anos nesta quinta-feira (21). Há 63 anos no trono e com 76% de aceitação do povo britânico, Elizabeth II celebrará seu aniversário de maneira privada com a família. Ela presidirá um jantar de aniversário organizado por seu herdeiro, o príncipe Charles.

As comemorações oficiais serão em julho.O primeiro-ministro britânico David Cameron deve prestar homenagem à monarca no Parlamento, enquanto o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, também apresentará seus respeitos quando almoçar com ela na sexta-feira (22), em Windsor.

No jantar em sua homenagem, a rainha receberá uma torta confeitada por Nadiya Jamir Hussain, a popular vencedora do reality “The Great British Bake Off”, um concurso televisivo de confeitaria.
Nesta quarta, para comemorar os 90 anos da rainha, a monarquia britânica divulgou nas redes sociais uma foto das quatro gerações da família real.

O filho Charles, o neto William e o bisneto George aparecem ao lado da matriarca na foto. A foto será usada em uma série de quatro selos, a primeira na história da monarquia britânica com quatro gerações.

Rainha Elizabeth II, que vai completar 90 anos, foi fotografada ao lado do filho Charles, do neto William e do bisneto George (Foto: Royal Mail/Reprodução)
Também na quarta, Elizabeth II foi recepcionada por uma multidão em uma visita a agência postal em Windsor – cujo castelo é uma de suas residências oficiais -, pelo aniversário de 500 anos do serviço postal.Os festejos oficiais dos 90 anos acontecerão, como é habitual, em junho, com um grande desfile militar em Londres e um piquenique para milhares de pessoas no Mall, a grande avenida diante do Palácio de Buckingham.

Quase 10 mil ingressos para o almoço serão colocados à venda. Cada um custará custarão 150 libras (cera de R$ 870).

Do total, nove mil ingressos serão destinados às 600 organizações de caridade que têm a monarca como benfeitora e que poderão revender até 40% dos bilhetes pelo preço que desejarem, para financiar suas atividades.RecordeCoroada no dia 2 de junho de 1953, a soberana ocupa o trono do Reino Unido e outros 15 reinos, entre eles Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Jamaica, há 63 anos.

No passado, também foi a monarca da África do Sul, Sri Lanka, Paquistão e Nigéria.Rainha Elizabeth II ao lado de sua filha, a princesa Anne, no Castelo de Windsor (Foto: ANNIE LIEBOVITZ / AFP)
Em setembro do ano passado, Elizabeth II bateu o recorde, que antes pertencia à sua tataravó Vitória, de monarca a ocupar o trono britânico por mais tempo.

Apesar de ser a monarca de mais idade no mundo depois da morte do rei saudita Abdullah, aos 90 anos em janeiro de 2015, ela não é a pessoa que está há mais tempo na função. Esta honra corresponde a Bhumibol Adulyadej, de 88 anos, rei da Tailândia desde 1946.

Popularidade e modernidadeElizabeth II não mostra sinais de querer se aposentar, apesar de, nos últimos anos, ter delegado parte de suas funções a membros mais jovens da família real.Uma nova pesquisa sugere que o público britânico quer que as coisas continuem como estão, e 70% acreditam que deveria reinar o maior tempo possível, o maior percentual registrado desde 1981.

O apoio à monarquia continua sendo elevado, com 76% de aceitação, segundo pesquisa da Ipsos-Mori para o King’s College de Londres.Apoiadores da rainha Elizabeth II exibem cartazes de feliz aniversário nesta quarta-feira (20) em Windsor, na esperança de ver a rainha na véspera de seu aniversário (Foto: JUSTIN TALLIS / AFP)
Em entrevista divulgada nesta quarta, seu neto, o Príncipe William, declarou que está pronto para assumir mais compromissos reais e incentivar uma monarquia mais moderna, rebatendo as acusações de alguns jornais de que é preguiçoso e que passa o tempo desfrutando uma vida de luxo e se omitindo de tarefas oficiais.

Jornais britânicos acusam William de “não ser fã de trabalho” e de ele e sua esposa, Kate, de serem ociosos, mas zelosos demais em suas tentativas de controlar a mídia. Segundo a mídia, o casal realizou menos eventos oficiais do que a rainha Elizabeth, avó de William, e seu marido, o príncipe Philip, de 94 anos.

“Acho que a família real tem que se modernizar e desenvolver ao longo do tempo, tem que continuar sendo relevante, e esse é o desafio para mim agora, como torno a família real relevante nos próximos 20 anos”, disse William.Imagem de arquivo mostra Elizabeth II sentada emcarrinho de bebê de vime em 1928(Foto: The Royal Collection/ AP)TrajetóriaElizabeth Alexandra Mary – apelidada de “Lilibeth” por sua família – era a terceira na linha de sucessão ao trono, atrás de seu tio Edward, príncipe de Gales, e seu pai Albert, duque de York.

Nasceu em abril de 1926 e foi criada por tutoras. Se mudou ao palácio de Buckingham em 1937, quando seu pai foi coroado, depois que seu tio Edward VIII abdicou ao trono para se casar com a divorciada americana Wallis Simpson.

No fim da Segunda Guerra Mundial, aos 18 anos, se integrou às Forças Armadas como motorista.
Em novembro de 1947 se casou com seu primo em terceiro grau, o comandante naval Philip Mountbatten, que renunciou aos seus títulos de príncipe da Grécia e da Dinamarca para se casar.

Seu primeiro filho, o príncipe Charles, nasceu em 1948. Foi seguido pela princesa Anne, em 1950, pelo príncipe Andrew em 1960 e pelo príncipe Edward em 1964.

Elizabeth II aparece em varanda do Palácio de Buckingham ao lado dos filhos Anne e Charles e do Duque of Edinburgo em maio de 1954 (Foto: PA, File via AP)Elizabeth II se tornou rainha com apenas 25 anos, após a morte repentina de seu pai, o rei George VI, em 1952. Antes disso, em seu 21º aniversário, prometeu dedicar sua vida ao império britânico em um programa de rádio na Cidade do Cabo, onde viajava com sua família.

“Declaro a todos vocês que toda a minha vida, seja longa ou curta, estará dedicada a vosso serviço e ao serviço de nossa grande família imperial à qual todos pertencemos”, prometeu.A rainha Elizabeth II aparece ao lado da família nas fotos oficiais do batizado de sua bisneta, a princesa Charlotte (Foto: Reprodução/Instagram/Kensington Palace)
Quando ascendeu ao trono, Winston Churchill era primeiro-ministro, a Índia havia acabado de conseguir sua independência e a Grã-Bretanha ainda governava em partes da Ásia e da África.

Desde então, se converteu em um símbolo de constância que atravessou a desintegração do império, a Guerra Fria, as mudanças sociais do pós-guerra e dos anos 60, e a chegada da era digital, com a abertura de uma conta no Twitter.
Os tempos mudaram e a popularidade da monarquia sofreu altos e baixos, mas a rainha sempre foi uma figura popular, possivelmente a mulher mais reconhecida do mundo.

SucessãoO recorde de reinado de Elizabeth II significa que agora há três gerações de futuros monarcas na lista de herdeiros, algo que não acontecia desde a morte de Vitória.A rainha britânica Elizabeth II é fotografada ao lado do Trono de Aço durante visita aos sets de gravação do seriado ‘Game of Thrones’, onde foi recebida por atores em Belfast, na Irlanda do Norte (Foto: Phil Noble/Reuters)
O filho mais velho da rainha, o príncipe Charles, de 66 anos, é agora mais velho que a idade de aposentadoria britânica.

Ele é o herdeiro que passou mais tempo na função na história britânica, pois ostenta a honra desde os três anos.
A ordem de sucessão tem em segundo lugar o filho mais velho de Charles, o príncipe William, neto da rainha, de 33 anos.

Em terceiro vem o filho mais velho de William, bisneto da rainha, o príncipe George, que completou dois anos em julho (veja abaixo árvore genealógica da família real).’Vida de serviço’Ao escrever o prefácio de uma nova biografia sobre a rainha, de autoria do ex-secretário do Foreign Office Douglas Hurd, o príncipe William afirma que sua avó é um “modelo de uma vida de serviço” a seu cargo.

“O exemplo e a continuidade proporcionada pela rainha não apenas é muito pouco frequente entre os líderes, mas também é uma grande fonte de orgulho e confiança”, escreveu.
“Uma e outra vez, em silêncio e com modéstia, a rainha demonstrou a todos que podemos abraçar com confiança o futuro, sem comprometer as coisas que são importantes”.

E no aspecto pessoal, completou, “a bondade da rainha e seu senso de humor, seu inato senso da calma e perspectiva, e seu amor pela família e o lar são atributos que desfrutei em primeira mão”.Rainha Elizabeth II usa coroa imperial ao chegar ao Parlamento britânico (Foto: Suzanne Plunkett/AFP)Veja os principais acontecimentos que marcaram a trajetória de Elizabeth II como monarca:Década de 1950: No dia 2 de junho de 1953 a rainha é coroada quase 16 meses após a morte de seu pai, num momento em que o país se reerguia da Segunda Guerra Mundial.

A cerimônia, na abadia de Westminster, é transmitida ao vivo no rádio e na televisão em 44 línguas.Coroação da rainha Elizabeth II foi em 2 de junho de 1953 na Abadia de Westminster (Foto: AP Photo)Década de 1960: Em 1965 a rainha fez uma visita histórica à Alemanha, sendo o primeiro monarca britânico a visitar o país em 52 anos.

Década de 1970: A rainha recebe o imperador Hirohito do Japão em 1971, em sua primeira visita à Grã-Bretanha desde a Segunda Guerra Mundial.
Em 1977, celebra seu jubileu de prata (25 anos no trono), acompanhado por 500 milhões de espectadores na televisão.

Os “Sex Pistols” estragaram em parte a festa com a canção “God Save The Queen”, primeira afronta real à monarquia, chamada de “regime fascista”. A capa do álbum mostra a rainha com os olhos e boca vendados.

Em 1979 recebe no palácio Buckingham a primeira premiê mulher, Margaret Thatcher e no mesmo ano se torna a primeira soberana da Grã-Bretanha a viajar ao Oriente Médio.Década de 1980: Como chefe da Igreja na Inglaterra, a rainha recebe no palácio de Buckingham a visita do papa João Paulo II em 1982, que é a primeira visita de um Papa ao país em 450 anos.

No ano seguinte, concede Ordem de Mérito à Madre Teresa de Calcutá, em Nova Déli, na Índia.Rainha Elizabeth II encontra o Papa João Paulo II durante visita ao Vaticano no ano 2000 (Foto: AP Photo/Alessandro Bianchi, Pool, File)
Realizou a primeira visita oficial de um monarca britânico à China, em 1986.

Década de 1990: A rainha visitou lugares nunca antes imagináveis, como Hungria, Rússia, Polônia e República Checa. Também esteve com o presidente da África do Sul, Nelson Mandela, em visitas de Estado reciprocadas realizadas em 1995 e 1996.

Rainha Elizabeth II encontra o então presidente da África do Sul, Nelson Mandela, durante sua visita a Londres em julho de 1996 (Foto: AP Photo/Louisa Buller, File)
Em 1997 lançou o primeiro site da Monarquia Britânica. Em 1999, abriu órgãos constitucionais descentralizados no País de Gales e na Escócia.

Década de 2000: celebra seu jubileu de ouro (50 anos no trono) em 2002, com um tour pelos países do Commonwealth, como Jamaica, Nova Zelândia, Austrália e Canadá, além de 70 cidades do Reino Unido, e dois grandes shows nos jardins do palácio de Buckingham.Príncipe Charles beija a mão da rainha Elizabeth II no encerramento da celebração de seu Jubileu de Diamante (Foto: Leon Neal/AFP)Década de 2010: Visita a Irlanda em 2011, a primeira visita de um monarca britânico ao país desde sua independência.

No ano seguinte completa 60 anos no poder e comemora o jubileu de diamante com uma viagem pelo Reino Unido e diversos países do Commonwealth.Em 2014 faz o seu primeiro tweet, para divulgar uma exposição no Museu de Ciências de Londres.

 
.

Fonte: G1