A Rússia declarou neste domingo (1º) que as negociações para incluir a província síria de Aleppo, no norte do país, no “regime temporário de trégua” estariam em curso, afirmam as agências russas citando um alto funcionário do Ministério da Defesa, segundo a Reuters.
“No momento, há um processo ativo de negociação que visa estabelecer um regime de trégua também na província de Alepo”, diz a agência de notícias Interfax, citando o general Sergei Kuralenko, responsável pelo centro de monitoramento russo de cessar-fogo na Síria.
Na noite de sexta-feira (29), o exército sírio anunciou um “regime de trégua” em algumas das regiões do país, porém, no sábado, intensos combates continuaram em Aleppo, excluída do plano e suportando todo o peso da guerra apesar do cessar-fogo de fevereiro.

Kuralenko não informou quem estaria negociando o “regime de trégua” para Aleppo, mas disse que a “trégua” em torno de Damasco foi estendida por mais 24 horas, juntamente com as “autoridades sírias e os Estados Unidos”.
No sábado (30), um balanço divulgado pelo Observatório Síria para os Direitos Humanos (OSDH) apontava que o número de mortes de civis desde a intensificação dos bombardeios na região de Aleppo já chegava a quase 250.

Neste domingo, o Papa Francisco pediu a todas as partes envolvidas no conflito na Síria que respeitem o cessar-fogo e expressou sua dor profunda ante os combatem que prosseguem, principalmente em Aleppo.
.

Fonte: G1