Moedas do Império Romano encontradas no sul da Espanha foram para o Museu Arqueológico de Sevilha (Foto: GOGO LOBATO / AFP)
Trabalhadores encontraram nesta quarta-feira em Tomares (Andaluzia, sul da Espanha) dezenove ânforas romanas com 600 quilos de moedas de bronze do fim do Século III e início do Século IV, que segundo as primeiras hipóteses podem ter sido destinadas ao “pagamento do exército”.
“É um conjunto único e com pouquíssimos paralelos. Na história do império romano, do baixo império romano na Espanha não conhecemos nenhum paralelo”, disse na quarta-feira aos meios de comunicação Ana Navarro, diretora do Museu Arqueológico de Sevilha, para onde foram transferidas as ânforas e as moedas.

Navarro não se atreveu a avaliar a descoberta, mas declarou que ela “pode ser de milhões de euros certamente”.
As moedas, que têm inscrições dos imperadores Maximiano e Constantino, “estão no que chamamos em linguagem técnica de ‘Fleur de Coin'”, o que quer dizer que não circularam, acrescentou a especialista.

Ânforas e moedas encontradas no sul da Espnha são vistas no Museu de Arqueologia de Sevilha (Foto: GOGO LOBATO / AFP)
“A grande maioria são recém cunhadas e provavelmente algumas têm banho de prata, não apenas de bronze”, disse Navarro.
“Há muitas hipóteses” sobre estas moedas sem uso, disse a especialista, explicando que “podem estar relacionadas a pagamentos ao exército ou com algum tipo de entidade pública da administração do Estado”.

.

Fonte: G1