O estado americano do Texas executou na quarta-feira (7) um homem que havia espancado até a morte e depois mutilado um adolescente de 12 anos, cujo sangue disse ter bebido.
Pablo Vasquez, de 38 anos, recebeu uma injeção letal e morreu às 18h35 (22h35 de Brasília), anunciou à AFP um porta-voz da administração penitenciária local.
Vasquez foi declarado culpado de ter espancado violentamente com um tubo metálico em 1998, quando tinha 20 anos, David Cárdenas, e de ter cortado a sua garganta.

Durante a confissão gravada e filmada pela polícia, o assassino disse que agiu por ordem do demônio e acrescentou que havia tentado em vão decapitar o adolescente.
Os advogados do condenado entraram com ações para tentar anular sua execução, afirmando que o prisioneiro sofria de uma deficiência mental, mas estes recursos foram rejeitados.

Esta foi a sexta execução no Texas durante o ano. O Texas é o estado americano que mais condenados executa.

.

Fonte: G1