Tripulantes de avião militar japonês desaparecido são achados mortos (Foto: Sadayuki Goto/Kyodo News/AP)
O Ministério da Defesa do Japão informou nesta sexta-feira (8) que encontrou os corpos dos seis tripulantes do avião militar desaparecido na quarta-feira na província de Kagoshima, no sudoeste do país, depois que o mesmo sumiu dos radares pouco depois da decolagem.
As autoridades japonesas detectaram os primeiros destroços da aeronave na quinta-feira, em um monte da região, onde os trabalhos de resgate se prolongaram até que todos os corpos fossem encontrados, sem que houvesse sobreviventes, explicou um funcionário do Ministério em declarações veiculadas pela agência “Kyodo”.
A aeronave decolou na quarta-feira da base aérea de Kanoya, em Kagoshima, às 13h15 locais (1h15 de Brasília), mas desapareceu dos radares e perdeu contato com a estação de controle logo depois, por volta das 14h30 locais (2h30 de Brasília), cerca de 10 quilômetros ao norte da base.

A aeronave das Forças Navais de Autodefesa do Japão, um jato U-125 de 15 metros de comprimento e equipado com dois motores, realizava um voo de teste para comprovar o estado dos sistemas eletrônicos da aeronave.
A gravação da última comunicação entre o controlador de voo na base e o piloto, um homem de aproximadamente 40 anos com cerca de 6.

000 horas de voo acumuladas, publicada pelo Ministério da Defesa e divulgada pela emissora pública “NHK”, não mostra nenhuma anormalidade.
O exército deslocou uma equipe de 20 investigadores até o local do acidente para ajudar a desvendar as causas do acidente.

.

Fonte: G1