Uberaba foi a segunda cidade mineira com mais de 30 mil habitantes que mais gerou emprego em fevereiro, atrás apenas de Nova Serrana, no Centro-Oeste. Segundo dados do Cadastro Nacional de Empregos e Desempregos (Caged), a cidade fechou o mês com saldo de 444 vagas, tendo registrado 3.678 admissões contra 3.

234 demissões. Maior cidade do Triângulo Mineiro, Uberlândia ficou na antepenúltima posição da lista.

Os dados de Uberaba vão na contramão da realidade nacional e estadual. Segundo o Caged, o Brasil fechou 104.

582 vagas formais de trabalho em fevereiro, sendo considerado o pior número para um mês de fevereiro em toda a série histórica. Os números de Minas Gerais também foram negativos, com 3.

309 vagas fechadas. Foram 137.

197 admissões, contra 140.506 demissões no Estado duranteo período.

Em Uberaba o setor que mais empregou foi o de serviços (1.360), seguido do comércio (815), construção civil (605), indústria de transformação (599), agropecuária (282), serviço industrial de utilidade Pública (9) e extrativa mineral (8).

“Foi um mês positivo para Uberaba e temos que comemorar, mediante a situação econômica do Brasil. Temos trabalhado diariamente na busca de empresas e no incentivo ao empresariado local”, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, José Renato Gomes.

No ranking, Nova Lima ficou em 3º lugar, Pirapora em 4º e Araxá em 5º. Uberlândia ficou em 108º lugar, seguida de Contagem em 109º e Belo Horizonte em 110º lugar, último do ranking.

.

Fonte: G1