A mineradora global Anglo American informou nesta quinta-feira (28) que fechou acordo para vender seus negócios de nióbio e fosfatos, com ativos localizados no Brasil, para a China Molybdenum por US$ 1,5 bilhão em dinheiro, com o objetivo de reduzir suas dívidas.Nióbio é extraído a céu aberto na mina da Anglo American em Catalão (GO) (Foto: Divulgação)
O grupo está vendendo partes ou unidades inteiras em uma estratégia drástica de reestruturação para fazer frente à queda nos preços da commodities, que tem abalado as finanças das grandes mineradoras globais.
Estes ativos, que incluem minas, fábricas, complexos químicos e depósitos, estão situados nos estados brasileiros de Goiás e São Paulo.

A empresa está tentando reduzir seu tamanho para enfrentar a queda dos preços das matérias primas.
“É um passo positivo em nossa estratégia de reestruturar a Anglo American”, explicou seu diretor-executivo, Mark Cutifani.

Após as mudanças, a Anglo American passará de 135.000 funcionários atualmente a menos de 50.

000, e seu endividamento a menos de US$ 10 bilhões.
As ações da empresa subiram mais de 2% na bolsa de Londres como resultado do anúncio.

.

Fonte: G1