Campanha apaga quadro de Renoir para alertar sobre desaparecidos (Foto: Reprodução/YouTube)
Campanha criada pela agência VML “apagou” uma das meninas do quadro “Rosa e Azul”, de Pierre-Auguste Renoir, que integra o acervo do MASP (Museu de Arte de São Paulo), para a chamar a atenção sobre o drama das famílias de desaparecidos.
Com linguagem de curta-metragem, o vídeo “A obra de arte incompleta” mostra a famosa tela passando por um efeito de computação gráfica, enquanto se ouve depoimentos de mães de crianças desaparecidas. “A saudade é o que nos mata aos pouquinhos.

E a esperança é o que nos mantêm vivas”, afirma uma delas.
Ao final, quando uma das meninas do quadro “desaparece”, entra a locução: “Se uma criança faz falta em um quadro, imagina em uma família”.

Veja o vídeo“Rosa e Azul”, de Pierre-Auguste Renoir, integra o acervo do MASP (Museu de Arte de São Paulo) (Foto: Divulgação)
A campanha foi desenvolvida para o o Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos (PLID), do Ministério Público do Estado de São Paulo.
Desde sua criação, em 2013, já passaram pelo cadastro do PLID-SP 7.

969 pessoas, dessas 76 foram encontradas, sendo 46 com vida e outras 30 já falecidas. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo estão desaparecidas hoje no estado de São Paulo 9.

552 pessoas.
.

Fonte: G1