Cidades
Vagas
Vinhedo
1.049
Itapira
705
Espírito Santo do Pinhal
663
Mogi Guaçu
579
Charqueada
399
São Pedro
388
Santa Bárbara d’Oeste
357
Elias Fasuto
329
Rafard
315
Rio das Pedras
240
Os municípios com menos de 100 mil habitantes reúnem 83% dos postos de trabalho abertos na região em 2016, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Segundo o balanço, as cidades que conseguiram gerar empregos abriram 5.

754 vagas, sendo que, destas, 4.818 estão concentradas em cidades pequenas.

Os números são referentes ao levantamento do órgão de janeiro a maio deste ano.
Entre as dez cidades que mais abriram postos de trabalho na região neste ano, Vinhedo (SP) lidera a lista com 1.

049 vagas, seguida de Itapira (SP), com 705 novas oportunidades, e Espírito Santo do Pinhal, que gerou 663 empregos. Além disso, Charqueada (SP), Elias Fausto (SP) e Rafard (SP) também aparecem na lista e têm menos de 30 mil habitantes.

(veja na tabela ao lado a lista de municípios que mais abriram vagas na região).
No entanto, os grandes centros da região estão na contramão das cidades menores e registraram fechamento de vagas de janeiro a maio deste ano, de acordo com o Caged.

Campinas , por exemplo, perdeu 6.791 postos nos cinco meses de 2016, enquanto Piracicaba (396), Americana (680), Limeira (463) e Sumaré (366) também tiveram queda.

O economista Roberto de Carvalho disse que a crise econômica favorece a geração de empregos em municípios menores. “Com a crise econômica, as pessoas buscam cada vez mais diminuir os custos, o aluguel é menor, a mão de obra é mais barata, os incentivos fiscais também ajudam.

Por isso, a tendência é que as cidades menores gerem mais vagas mesmo”, disse.OportunidadesEm Itapira, um frigorífico, inaugurado em maio do ano passado, fechou 2015 com 170 funcionários.

Neste ano, a empresa contratou mais 70 e agora totaliza 240 trabalhadores. O local abate 40 mil frangos por dia e está com planos de criar um segundo turno, que deve dobrar a produção e gerar mais 150 empregos em 2017.

“Temos uma grande vantagem que é o volume de mão de obra que a cidade tem. Não é difícil conseguir pessoas para trabalhar.

Temos também uma vantagem do ponto de vista logístico, porque muitos dos nossos funcionários moram perto da empresa e não necessitam da despesa com transporte”, afirmou o diretor da empresa, Cláudio Pessotto.
A auxiliar de controle de qualidade Indianara Elias foi contratada em fevereiro e, dois meses depois, foi promovida.

A oportunidade atraiu mais gente da família para o município. “Minha tia viu que eu arrumei emprego rápido e já saiu de São Paulo para comprar um terreno em Itapira.

As oportunidades nas cidades menores”, contou.Frigorifico em Itapira deve gerar mais 150 vagas de emprego (Foto: Reprodução/EPTV)
.

Fonte: G1