A confiança dos empresários do setor de serviços aumentou 2,8 pontos entre julho e agosto e chegou a 78,8 pontos – o  maior nível desde fevereiro do ano passado, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).Empresários do setor de serviços estão mais confiantes em julho, diz FGV. (Foto: Lara Cristina / G1)
O Índice de Confiança de Serviços (ICS), que avançou pelo sexto mês seguido, foi impulsionado pela melhora nas expectativas.

“As expectativas em relação à evolução dos negócios nos meses seguintes continuam melhorando para as empresas do setor de serviços. A avaliação mais favorável atinge a maioria dos segmentos pesquisados e influencia positivamente a intenção de contratações para os próximos meses”, disse Silvio Sales, consultor do FGV/IBRE, em nota.

No entanto, ele ressalta que permanece a dúvida sobre a sustentabilidade desta reação, “uma vez que está apoiada, sobretudo, nas expectativas, sem alterar significativamente a visão do setor a respeito do cenário atual”.
O Índice de Expectativas (IE-S) avançou 5,7 pontos em agosto e chegou a 87,1 pontos, enquanto o Índice da Situação Atual (ISA-S) caiu 0,2 ponto, para 70,9 pontos.

O volume do setor de serviços do Brasil voltou a cair em junho, com baixa de 0,5 por cento, após ter mostrado leve aumento de 0,2 por cento em maio, segundo dados do IBGE, em mais uma indicação de que a economia brasileira ainda não dá sinais consistentes de recuperação.
.

Fonte: G1