O número de tentativas de fraude caiu 11% nos primeiros quatro meses do ano em comparação com o mesmo período de 2015, segundo dados revelados nesta quinta-feira (9.) A explicação, segundo economistas da Serasa Experian, responsável pelo estudo, é que a crise está reduzindo o número de pessoas buscando crédito no varejo, o que faz com que a quantidade de potenciais vítimas de fraudadores seja menor.
O Brasil tem e média 4,7 mil tentativas de fraude por dia, em que criminosos usam dados pessoais de outras pessoas para aplicar golpes como fechar negócios sob falsidade ideológica e obter créditos de compra.

De janeiro a abril, foram registradas 587 mil tentativas de fraude, contra 660 mil no mesmo intervalo de 2015.Principais tentativas de golpeO segmento de telefonia é o principal alvo de fraudadores, com 41,9% do total de tentativas de fraude identificadas em abril.

Nesses casos, os criminosos tentam usar dados de terceiros para abrir contas de celulares ou comprar aparelhos.Os golpes de telefonia, no entanto, costumam ser o início de uma sequência de fraudes de maior valor, alerta a Serasa.

Isso porque os golpistas costumam comprar telefones para gerarem um comprovante de residência e, assim, abrir contas em bancos para pegar talões de cheque, pedir cartões de crédito e fazer empréstimos bancários em nome de outras pessoas.Entre as fraudes mais comuns está também a tentativa de emissão de cartão de crédito.

Nessa prática, o golpista solicita um cartão usando uma identificação falsa ou roubada, deixando a “conta” para a vítima e o prejuízo, para o emissor do cartão. Há ainda tentativas de compras financiadas de produtos eletrônicos em lojas do varejo usando identidade falsa, abertura de contas em bancos e até abertura de empresas.

Veja 10 dicas para se proteger das fraudes:Segmento de telefonia é o principal alvo de golpistas (Foto: Reprodução/ TV Diário)
1. Não perca de vista seus documentos quando eles forem solicitados na entrada de determinados ambientes ou para algum negócio.

A recomendação da Serasa é não deixar que atendentes de lojas e outros estabelecimentos levem seus cartões bancários para longe de sua presença2. Tome cuidado ao digitar a senha do cartão de débito/crédito na hora de realizar pagamentos, principalmente na presença de desconhecidos.

3. Não informe os números dos seus documentos quando preencher cupons para participar de sorteios ou promoções de lojas.

4. Ao entrar em um site de compras, verifique se ele possui certificado de segurança.

Para isso, basta checar se o “http” do endereço vem acompanhado de um “s” no final (https).5.

Não faça cadastros em sites que não sejam de confiança.6.

Tenha cuidado com sites que anunciam oferta de emprego ou produtos por preços muito inferiores aos do mercado.7.

Não compartilhe dados pessoais nas redes sociais que podem ajudar os golpistas a se passarem por você.8.

Mantenha atualizado o antivírus do seu computador.9.

Evite realizar qualquer tipo de transação financeira utilizando computadores conectados em redes públicas de Internet.10.

Ao usar computadores compartilhados, verificar se fez o log off das suas contas (e-mail, sites de bancos etc).
.

Fonte: G1