Sala na sede da Anatel, em Brasília, onde foi feito o monitoramento de dados durante a Olimpíada. (Foto: Laís Lis/G1)
A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou nesta terça-feira (23) que, durante os 17 dias de competições da Rio 2016, os usuários de telefonia móvel enviaram o equivalente a 486 milhões de fotos, o que representa 255 TeraBytes (TB) de dados trafegados.
Em média, cada pessoa presente à Olimpíada enviou 80 fotos por dia, segundo a Anatel.

O volume de dados é mais de 10 vezes maior do que o registrado durante a Copa do Mundo de 2014, também realizada no Brasil. No período da Olimpíada, também foram registradas 30 milhões de chamadas de voz.

Segundo a superintendente de Controle de Obrigações da Anatel, Karla Crosara, o monitoramento da qualidade dos serviços, como taxa de acesso e queda no serviço de voz e dados, se mostrou muito satisfatório.
“Não ocorreu interrupção na infraestrutura de telecomunicações necessária para a realização dos jogos e transmissão de imagens.

A demanda de tráfego foi suportada pelas operadoras móveis, muitas vezes surpreendendo o usuário pela qualidade”, afirmou.
De acordo com a superintendente, a percepção de melhora na qualidade do serviço em relação à Copa do Mundo se deu, principalmente, por causa da evolução das tecnologias.

Em 2014, a tecnologia 4G havia acabado de ser implantada no país.
Para garantir a prestação do serviço, a Anatel autorizou a instalação de 320 estações com antenas de telefonia a mais nos locais monitorados.

O monitoramento ocorreu nos principais pontos do Rio de Janeiro, como as arenas olímpicas, a Vila Olímpica e aeroportos, e também nas cidades que receberam jogos de futebol, entre elas Brasília e São Paulo.
.

Fonte: G1