O desemprego ficou em 10,9% no primeiro trimestre deste ano, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa taxa é a maior desde o início histórica da Pnad Contínua, em 2012.
No trimestre encerrado em dezembro, o índice havia chegado a 9% e no primeiro trimestre de 2015, bateu 7,9%.

Segundo o IBGE, o aumento da taxa de desocupação ocorreu por causa da “alta expressiva da desocupação, redução da ocupação e aumento da força de trabalho”.
.

Fonte: G1