A logo da empresa de telecomunicações Oi em um shopping de São Paulo em outubro de 2013 (Foto: Nacho Doce/Reuters/Arquivo)
A Syzigy Capital Management – gerida pelo fundo Aurelius – entrou com um pedido de falência contra a subsidiária holandesa da Oi, a Oi Brasil Holdings Cooperatif UA, em um tribunal da Holanda, informou a operadora brasileira por comunicado nesta segunda-feira (27).
A Oi pediu recuperação judicial na semana passada após declarar uma dívida acima de R$ 65 bilhões. A justiça brasileira ainda vai avaliar se aprova o pedido.

Segundo a nota, o pedido foi feito com base em um descumprimento, pela Oi Brasil Holdings, quanto a títulos (bonds) emitidos no valor principal total de US$ 800 mil.
“Tal medida agressiva por parte de um titular minoritário de bonds não foi inesperada, e a Oi está preparada para tomar todas as medidas cabíveis, inclusive na Holanda, para se proteger contra tais ações e não espera que haja impactos sobre o processo de recuperação judicial em curso no Brasil”, diz a empresa por nota.

No Brasil, uma decisão liminar da Justiça do Rio de Janeiro suspendeu, por 180 dias, todas as ações e execuções contra as empresas do grupo Oi. O objetivo é evitar que novas ações judiciais sejam realizadas entre o pedido de recuperação judicial e eventual aceitação por parte do juízo.

Além disso, cortes do Reino Unido e dos Estados Unidos também deram reconhecimento e tutela provisória contra ações de credores durante o período de recuperação, que será avaliado pela justiça brasileira.
“Não obstante esta recente ação tomada na Holanda, a Oi pretende continuar a ingressar emdiscussões construtivas de uma reorganização com a maioria dos seus credores no contexto doprocesso de recuperação judicial das Empresas Oi no Brasil.

A Oi pretende empreender todos os esforços apropriados para buscar assegurar a proteção dos interesses das Empresas Oi e de todos os seus stakeholders”, disse a empresa por nota.
.

Fonte: G1