O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) registrou deflação de 0,27% em agosto, depois de avançar 1,06% no mês anterior. Em agosto de 2015, a variação foi de 0,34%, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).Preços no atacado registraram queda.

(Foto: Reprodução/TV Clube)
No ano, de janeiro a agosto, a taxa acumulada é de 6,16% e, em 12 meses, de 11,50%.
O IGP-10, que registra a inflação de preços de matérias-primas agrícolas e industriais a bens e serviços finais, é formado por 60% do Índice de Preços por Atacado, 30% do Índice de Preços ao Consumidor e 10% do Índice Nacional de Custos da Construção.

Usado no cálculo do IGP-10, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) recuou 0,57% em agosto, contra alta de 1,23% no mês anterior. O indicador foi influenciado pelo subgrupo alimentos in natura – a variação passou de 14,37% para -3,81%.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), também usado para calcular o IGP-10, registrou variação de 0,38% em agosto, ante 0,27%, em julho. A maioria das despesas registrou alta de preços, com destaque para o grupo transportes (de -0,33% para 0,42%).

Também utilizado no cálculo, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) desacelerou de 1,76% para 0,23%. O índice relativo a materiais, equipamentos e serviços registrou variação de 0,09%.

No mês anterior, a taxa havia sido de 0,23%.
O IGP-10 é calculado com base nos preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

.

Fonte: G1