O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou deflação em julho. De uma alta de 1,63%, o indicador registrou uma queda de 0,39%. Em julho de 2015, a variação foi de 0,58%.

No ano, o indicador acumula avanço de 5,61% e, em 12 meses, de 11,23%, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).Variação de preços no atacado influenciou IGP-DI.

(Foto: Reprodução/TV Tapajós)
O IGP-DI é usado como referência para a correção de preços e valores contratuais. Esse indicado é o indexador das dívidas dos Estados com a União.

Usado no cálculo do IGP-DI, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) recuou 0,81% em julho, depois de subir 2,10% em junho. O índice relativo a bens finais apresentou variação de 0,03%.

No mês anterior, a taxa de variação foi de 2,68%. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo alimentos in natura, cuja taxa passou de 16,07% para -3,09%.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), outro subíndice do IGP-DI, na contramão, subiu mais, de 0,26% para 0,37%. Seis das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo em suas taxas de variação.

A maior contribuição partiu do avanço dos alimentos (de 0,07% para 0,39%).
Por outro lado, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), também usado no cálculo do IGP-DI, registrou, em julho, taxa de variação de 0,49%, abaixo do resultado do mês anterior, de 1,93%.

.

Fonte: G1