Inflação do aluguel acumula alta perto de 12% em 12 meses. (Foto: REUTERS/Nacho Doce)
O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), também conhecido como “inflação do aluguel”, porque é usado para reajustar a maioria dos contratos imobiliários, desacelerou de 1,33% na segunda prévia de junho para 0,32% no mesmo período deste mês. No ano, o indicador acumula alta de 6,24% e, em 12 meses, de 11,79%.

Usado no cálculo do IGP-M, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), chamado de inflação do atacado, perdeu força, caindo de 1,81% para 0,15%. A variação de preços de bens finais passou de 0,78% para 1,72%.

A maior contribuição para este movimento teve origem no subgrupo alimentos processados, cuja taxa passou de 0,93% para 3,17%.
O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que também entra no cálculo do IGP-M, registrou variação de 0,29%, contra 0,35% no mesmo período do mês anterior.

A maioria dos grupos de despesas mostrou desaceleração, com destaque para habitação (de 0,70% para 0,28%).
Com peso menor no cálculo do IGP-M mas com comportamento diferente dos outros subíndices, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) acelerou de 0,48% para 1,46%.

.

Fonte: G1