O amanhecer é visto por trás do Cristo Redentor diante da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro (Foto: Felipe Dana/AP)
Pesquisa do Ministério do Turismo divulgada nesta quarta-feira (20) mostra que 95,5% dos turistas estrangeiros que passaram pelo Brasil no ano passado têm intenção de retornar ao país. O levantamento, chamado Demanda Turística Internacional, também aponta que 86,5% dos entrevistados tiveram as expectativas atendidas ou superadas na viagem.
Ao longo de 2015, 6.

305.838 turistas estrangeiros vieram ao Brasil, em viagens de lazer (51,2%), negócios e eventos (20,2%), visita a amigos e familiares, atividades educativas, de saúde ou religiosas (28,5%).

O número é 2% menor que os 6,42 milhões recebidos em 2014 mas, naquele ano, o Turismo estima que 1 milhão de pessoas tenham desembarcado no Brasil apenas para a Copa do Mundo. Se os dados de 2015 forem comparados aos de 2013, a alta no fluxo de turistas é de 8,4%.

A pesquisa do ministério ouviu 35.133 estrangeiros em 16 aeroportos brasileiros, que reúnem mais de 99% do fluxo internacional aéreo, e 10 fronteiras terrestres, que concentram 90% do fluxo internacional por rodovias e ferrovias.

Praia da Sepultura em Bombinhas, cidade turística de Santa Catarina(Foto: Prefeitura de Bombinhas/Divulgação)
Entre os quesitos bem-avaliados pelos estrangeiros, o principal é a hospitalidade do povo brasileiro, citada por 97,7% dos entrevistados. A qualidade da gastronomia, da hospedagem e dos restaurantes também foi citada por mais de 90% dos participantes da pesquisa.

Na comparação com a Demanda Turística Internacional de 2011, apenas 2 dois 16 quesitos avaliados tiveram queda na aprovação: segurança pública e telefonia/internet. Em 2015, os serviços de telecomunicações registraram a pior avaliação entre todos os fatores questionados – apenas 65,4% dos turistas tiveram uma experiência positiva.

Origens e destinosA pesquisa do Ministério do Turismo mostra que, em média, um em cada três turistas que vieram ao Brasil em 2015 saíram da Argentina – foram 2.079.

823 “hermanos”. O ranking segue com Estados Unidos (575.

796), Chile (306.331), Paraguai (301.

831) e Uruguai (267.321).

Pessoas se refrescam às margens de lago do parque do Ibirapuera, em São Paulo(Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo)
Somados, os países da América do Sul representam 54,4% dos emissores de passagens com destino ao Brasil.

Segundo o ministério, o número é explicado pela facilidade de acesso, seja por terra ou pelo ar.
Entre aqueles que viajaram por lazer, 69,4% se dirigiram às praias do país, sobretudo nos meses de verão que formam a alta temporada (janeiro e fevereiro).

Os destinos de natureza, ecoturismo e aventura foram selecionados por 15,7% dos turistas, e os roteiros culturais, por 12,1%.
“Fortalecer o Brasil como destino turístico competitivo passa necessariamente pelo fortalecimento do turismo regional e a forte presença de turistas dos países vizinhos ao Brasil mostram que estamos fazendo bem esse trabalho”, diz o ministro interino do Turismo, Alberto Alves, em material divulgado pela pasta.

Imagem do lado de fora da Catedral usada no aplicativo Beekme, que indica pontos turísticos do DF(Foto: Bruno Lemes Resende/Memora Processos Inovadores)
A pesquisa divide os destinos “mais badalados” entre as viagens de lazer e de negócios. Em 2015, apenas quatro cidades aparecem nas duas listas: Foz do Iguaçu, Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador (confira os rankings abaixo).

Na categoria lazer, três cidades estrearam no top 10 em 2015: Bombinhas (SC), Angra dos Reis (RJ) e Paraty (RJ). Com a mudança, Brasília (DF), Belo Horizonte (MG) e Porto Alegre (RS), que foram sedes da Copa em 2014, deixaram a lista.

Veja a lista dos dez destinos mais visitados por estrangeiros em viagens de lazer:
1) Rio de Janeiro (RJ)2) Florianópolis (SC)3) Foz do Iguaçu (PR)4) São Paulo (SP)5) Armação dos Búzios (RJ)6) Bombinhas (SC)7) Salvador (BA)8) Angra dos Reis (RJ)9) Balneário Camboriú (SC)10) Parati (RJ)Veja a lista dos dez destinos mais visitados por estrangeiros em viagens de negócios:
1) São Paulo (SP)2) Rio de Janeiro (RJ)3) Curitiba (PR)4) Porto Alegre (RS)5) Belo Horizonte (MG)6) Campinas (SP)7) Foz do Iguaçu (PR)8) Brasília (DF)9) Fortaleza (CE)10) Salvador (BA)
.

Fonte: G1