A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) manteve sua previsão de estabilização do crescimento econômico nos países desenvolvidos, com uma desaceleração nos Estados Unidos, Reino Unido e Japão. O indicador mensal foi publicado nesta segunda-feira (11).
No caso do Brasil, a organização indica que o momento é de “perda de crescimento”.

“Os indicadores continuam a apontar redução do ritmo de crescimento nos Estados Unidos, no Reino Unido e no Japão, com perspectiva similar esperado agora na Alemanha e na Itália”, segundo o comunicado da OCDE.
“Na Índia e na França, o ímpeto de crescimento está estabilizando.

Sinais de estabilização do crescimento também estão emergindo na China e no Canadá”, disse.
Em um índice em que 100 representa a média de longo prazo, a OCDE informou que a leitura para países-membros do grupo como um todo recuou a 99,6 em fevereiro, comparado a 99,7 no mês anterior.

A economia da zona do euro permaneceu em 100,5 na mais recente revisão, com o indicador para a França estável em 100,9. A leitura para a Itália recuou para 100,7, sobre 100,8.

O resultado para os EUA caiu para 98,9, contra 99,0, enquanto o indicador para o Reino Unido diminuiu para 99,1, contra 99,2. O indicador para a Alemanha caiu a 99,7, ante 99,8.

O dado para a China permaneceu em 98,4, inalterado na comparação com o mês anterior. O dado para o Brasil permaneceu em 97,7, enquanto a Rússia se estabilizou em 98,2.

.

Fonte: G1