Líderes da oposição divulgaram na noite deste sábado (16) a informação de que pediram a abertura de inquérito policial e decretação de medida cautelar, incluindo também o pedido de busca e apreensão de provas no hotel onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está hospedado, em Brasília. A suspeita, segundo a oposição, é de pagamentos de vantagens indevidas.Segue o comunicado:“Os líderes Antonio Imbassahy (PSDB), Pauderney Avelino (DEM), Rubens Bueno (PPS), Genecias Noronha (SD), Jovair Arantes (PTB) e André Moura (PSC) irão protocolar representação junto à Procuradoria da República no Distrito Federal solicitando a abertura de inquérito policial e a decretação de medida cautelar de busca e apreensão de provas no hotel onde o ex-presidente Lula está hospedado.

A representação traz reportagens publicadas pela imprensa sobre a oferta a parlamentares de cargos públicos e do pagamento de vantagens indevidas em troca de votos contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.Nesse sentido, muito se tem afirmado que as negociações que têm por objeto a narrada ‘compra de parlamentares’ têm sido capitaneadas pelo ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ocorrido nas dependências de um luxuoso hotel que se situa nas proximidades do Palácio da Alvorada,residência oficial da Presidência da República, nesta capital federal.

O hotel vem sendo considerado o ‘quartel general’ da operação destinada a salvar o mandato da atual Presidente da República.Os partidos também irão solicitar ao Departamento de Polícia Federal a instauração de inquérito para apuração dos bloqueios em estradas em diversos Estados por parte de integrantes de movimentos contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Esses bloqueios configuram, em tese, a prática de crime de constrangimento ilegal na medida em se vislumbra constrangimento a um grande número de pessoas mediante o bloqueio do tráfego. O pedido observa também que é necessário fazer com que o direito à liberdade de manifestação seja compatibilizado com o direito fundamental à liberdade de locomoção por parte dos demais brasileiros.

”OTEMPO/LARISSA VELOSO
.

Fonte: Gazeta de Uberlândia