Produção de milho deve faturar R$ 43 bilhões em 2016 (Foto: Reprodução/TVTEM)
A produção de milho no Brasil deve faturar R$ 43 milhões em 2016, é o que prevê análise do Ministério da Agricultura. O valor é similar à renda de 2015, que fechou o ano com renda de cerca de R$ 43,8 bilhões.
Por causa da estiagem em algumas regiões a safra sofreu uma quebra, mas o preços se recuperaram no segundo semestre.

O Cepea, centro de pesquisa de mercado ligado à Universidade de São Paulo, apontou em estudo divulgado no dia 22 de julho que o preço do milho no mercado físico brasileiro fechou a semana com uma alta acumulada de 8%, maior ganho semanal desde meados de janeiro.
O indicador Esalq/BM&FBovespa, usado como referência do mercado e das operações em bolsa, fechou esta sexta-feira em R$ 47,39 por saca, alta acumulada de 8,05% na semana.

As cotações já começam a se aproximar da máxima nominal histórica, de R$ 53,91 por saca, registrada em 2 de junho, quando a colheita da segunda safra de milho do país ainda estava começando e não havia chegado com força ao mercado.ExportaçõesAs exportações impulsionaram o faturamento da indústria do milho.

Em 2015, o Brasil faturou US$ 4,9 bilhões com as exportações, 27% a mais do que no ano anterior. Além disso, de janeiro a junho de 2016, a exportação de milho cresceu ainda mais: faturou dois bilhões de dólares, o dobro do primeiro semestre de 2015.

No último ano, o Brasil exportou 34 milhões de toneladas de milho de um total de 77 milhões de toneladas produzidas no país. Já os EUA, exportaram 46 milhões dos 345 milhões de toneladas produzidas por eles.

.

Fonte: G1