A produção de petróleo no Brasil alcançou 2,558 milhões de barris por dia (bbl/d), superando o recorde anterior registrado em agosto de 2015, quando foram produzidos 2,547 milhões de barris, informou nesta terça-feira (2) a Agência Nacional de Petróleo (ANP).
Na comparação com o mês de maio, a alta foi de 2,9%. Já na comparação com junho do ano passsado, o aumento foi de 6,8%.

Já produção de gás natural totalizou 103,5 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d), superando o recorde anterior de 100,4 MMm3/d obtido em dezembro de 2015, o que representa um aumento de 3,7% frente a maio de 2016 e de 8,4% na comparação com junho de 2015.
Segundo a ANP, a produção total de petróleo e gás natural no Brasil no mês de junho totalizou 3,210 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d), superando o recorde de 3,171 milhões de barris por dia, de agosto de 2015.

Pré-salA produção do pré-sal foi de aproximadamente um milhão de barris de petróleo por dia (bbl/d) de petróleo e 38,1 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d) de gás natural, totalizando 1,240 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d), um aumento de 8,2% em relação ao mês anterior.
A produção de petróleo no pré-sal superou os 928,9 Mbbl/d obtidos em maio de 2016, o que corresponden a cerca de 36% do total.

A de gás natural ultrapassou os 35 MMm3 produzidos em março de 2016.
O campo de Lula, na Bacia de Santos, foi o maior produtor de petróleo e gás natural, produzindo, em média, 519 mil bbl/d de petróleo e 22,7 milhões de m³/d de gás natural.

Segundo a ANP, os campos operados pela Petrobras produziram 94,1% do petróleo e gás natural no mês. A produção ocorreu em 8.

869 poços, sendo 773 marítimos e 8.096 terrestres.

Na segunda-feira (1), o preço do barril do petróleo nos EUA caiu abaixo de US$ 40 pela primeira vez desde abril por maiores preocupações com um excesso de oferta da commodity no mundo.
.

Fonte: G1