A Standard and Poor’s (S&P) rebaixou novamente a nota do estado do Rio de Janeiro, de “B-“ para “CCC-“. Segundo a agência de classificação de risco, a decisão – que rebaixou a nota em três “degraus”, para a categoria de alto risco de inadimplência – foi tomada tendo em vista que um default (calote) ou resgate “parecem inevitáveis nos próximos seis meses”, se não houver mudanças favoráveis não antecipadas nas circunstâncias.Em maio, a agência já havia rebaixado a nota do estado, após o não pagamento do serviço da dívida no valor de US$ 8 milhões (cerca de R$ 30 milhões) referente a um empréstimo obtido com a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD).

A perspectiva da nota foi mantida como negativa, refletindo a probabilidade de mais um rebaixamento baseado na deterioração das finanças do estado e no crescente risco de atrasos em pagamentos de juros nos próximos meses.
Em nota, a S&P afirma que o estado do Rio terá que pagar R$ 2,5 bilhões em serviço da dívida (juros) nos próximos seis meses, a emprestadores comerciais, multilaterais e públicos.

Mas a deterioração da situação de liquidez do estado, que reflete seu profundo estresse financeiro, “está comrpometendo sua capacidade de arcar com os pagamentos dessa dívida”.
.

Fonte: G1