Vendas de carros cai 24,6% nos primeiros 7 meses do ano (Foto: Imagens/ Tv Bahia)
As vendas de veículos novos caíram 20,29% em julho, em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo dados divulgados nesta terça-feira (2) pela federação dos concessionários, a Fenabrave. Foram emplacados 181.416 carros, caminhões e ônibus no mês passado, contra 227.

606 em julho de 2015.
No acumulado do ano, o volume é 24,68% menor do que entre janeiro e julho do ano passado.

  Na comparação mensal, houve alta de 5,5% sobre junho.
Diante dos resultados dos primeiros 7 meses, a Fenabrave revisou as projeções de vendas para o ano.

O primeiro semestre deste ano foi o pior em 10 anos para o setor.
A entida já previa o quarto ano seguido de queda nos emplacamentos de veículos zero quilômetro no mercado brasileiro em geral.

A expectativa, agora, é de queda de 16% sobre 2015 –até então, a projeção era de um recuo de 15%.
Esse percentual corresponde a pouco mais de 2 milhões de veículos.

Enquanto era o quarto maior mercado do mundo, nos primeiros anos da década, o Brasil chegou a vender quase o dobro disso.
A previsão de queda da Fenabrave é menor que a da associação das montadoras (Anfavea), que já havia revisto, para baixo, as suas projeções de vendas e de produção para 2016 antes mesmo do fechamento do semestre.

Segundo a Anfavea, as vendas de carros, caminhões e ônibus (a entidade desconsidera motos e implementos rodoviários) devem cair 19% no ano.
Terminou a hemorragia, e o sangramento está estancado”
Alarico Assumpção,presidente da Fenabrave, sobre a crise no setor’Pior já passou’Apesar da revisão, o presidente da Fenabrave acredita que o pior da crise já passou.

“Terminou a hemorragia, e o sangramento está estancado”, afirmou Alarico Assumpção, citando melhoras nos índices de confiança do consumidor como um fator que aponta para a mudança.
O executivo diz que as projeções deverão ser revistas mais uma vez neste ano, após o julgamento final do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

“Acreditamos que a revisão vai ser para melhor”, disse.1,2 mil lojas fechamA federação dos concessionários informou que 1.

226 empresas deixarem de operar nos últimos 15 meses, o que representa cerca de 13% do setor. Cerca de 124 mil vagas de emprego foram fechadas.

Algumas marcas caminharam contra esta tendência, como BMW, Jeep, Audi e algumas de motos de alta cilindrada, que aumentaram a rede de concessionários.Vendas por segmentoApesar da piora da projeção no geral, a Fenabrave revisou para cima a expectativa no segmento de carros.

Antes, esperava-se um recuo de 20% nas vendas; agora, esse percentual caiu para 18%.
As previsões para os demais segmentos pioraram.

Em motos, a queda prevista era de queda de 5%, e agora é de 20%. Para caminhões, foi de 23% para 27,2%.

Onix segue líderO Chevrolet Onix manteve o título de carro mais vendido do ano e também em julho. Foram 11.

591 emplacamentos no mês passado, somando 80.146 no acumulado de 7 meses.

Em segundo lugar segue o HB20, com 9.697 unidades vendidas em julho e 65.

618 no ano.Veja abaixo os top 10 de julho:1) Chevrolet Onix2) Hyundai HB203) Ford Ka4) Volkswagen Gol5) Fiat Palio6) Chevrolet Prisma7) Fiat Strada8) Toyota Corolla9) Renault Sandero10) Jeep RenegadeNa disputa entre montadoras, a General Motors, dona da Chevrolet, segue na ponta, com 16,6% do mercado de carros, seguida por Fiat (15,3%), Volkswagen (13,1%), Hyundai (9,9%) e Toyota (9%).

.

Fonte: G1