As vendas dos supermercados no Brasil tiveram uma ligeira alta no primeiro semestre do ano, segundo dados divulgados nesta terça-feira pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). De acordo com a pesquisa, nos primeiros 6 meses de 2016 as vendas tiveram um crescimento real (ou seja, considerando a inflação do período) de 0,07% em relação ao mesmo período de 2015.
Vendas dos supermercados
Variação contra 2015 em % por mês
Fonte: Abras
Em junho, as vendas tiveram um crescimento de 1,67% na comparação com o mesmo mês de 2015.

Já em relação a maio, houve queda de 1,03% nas vendas.“O resultado de junho mostra que as vendas em faturamento bruto apresentam estabilidade e aumentam a perspectiva de se atingir um resultado positivo no ano, ainda que pequeno, contrariando as nossas estimativas iniciais que apontavam um recuo de -1,8%”, disse em nota o presidente do Conselho Consultivo da Abras, Sussumu Honda.

Os preços que mais subiram e mais caíramA Abras destacou entre os produtos que mais encareceram o feijão carioca, com alta de 75% do preço no semestre. Outros itens apontados como destaques de alta foram a batata, que subiu 50%, e o leite longa vida, com elevação de 31% no preço.

Já o destaque de queda de preços apontado pela pesquisa foi o tomate, com recuo de 25% nos preços, e os cortes de carne traseiros, com queda de 4,16%. Já o preço da cebola caiu 0,43% no ano.

Vendas nos supermercados tiveram leve alta no semestre (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
.

Fonte: G1