Montagem mostra o logo do Yahoo em sua sede em Rolle, na Suíça, em 2012, e o símbolo da Verizon em San Diego, nos Estados Unidos, em 2016 (Foto: Reuters)
O Yahoo anunciou nesta segunda-feira (25) sua aquisição pela Verizon, empresa de telecomunicação dos Estados Unidos, por US$ 4,83 bilhões. A transação inclui apenas a operação do Yahoo e não os ativos da empresa na Ásia. O Yahoo será integrado à AOL, comprada em maio do ano passado.

A previsão é que a compra seja concluída em 2017. “O que realmente destaca o Yahoo é a paixão compartilhada de criar produtos de mais de 1 bilhão de usuários, e continuar a fazer isso, transformando o mundo em um lugar melhor”, afirmou a presidente-executiva do Yahoo, Marisa Mayer.

“A aquisição do Yahoo colocará a Verizon em uma posição altamente competitiva como uma companhia de mídia móvel global, e ajudará a acelerar nossa corrente de receita digital com publicidade”, afirmou Lowell McAdam, presidente-executivo da Verizon e presidente do conselho.
É a segunda compra bilionária feita pela Verizon neste ano.

Em maio do ano passado, a empresa adquiriu a AOL por US$ 4,4 bilhões. Dentro da Verizon, Yahoo e AOL serão integrados e ficarão sob a liderança de Marni Walden, presidente de inovação de produto e novos negócios.

“Yahoo e AOL popularizaram a internet, o e-mail, a busca e a mídia em tempo real. É poético juntar forças ao AOL e a Verizon à medida que entramos nesse novo capítulo focados em atingir escala e mobilidade”, comentou Marisa, que mencionou ainda a receita de US$ 1,6 bilhão de 2015.

Segundo a Verizon, a combinação entre Verizon e Yahoo criará “um dos maiores portfólios de marcas globais próprias e de parceiros com extensa capacidade de distribuição”. A estimativa é que as duas empresas tenham mais de 25 marcas.

O Yahoo é dono de portais de notícias, esporte, finanças, além de um serviço de e-mail com cerca de 225 milhões de usuários ativos por mês, a plataforma de blog Tumblr, o serviço de análise de aplicativos Flyrry e o serviço de publicidade Gemini.
.

Fonte: G1