A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou um novo teste de diagnóstico rápido capaz de detectar dentro de 48 horas a tuberculose multirresistente (MDR-TB), uma doença que mata 190 mil pessoas por ano em todo o mundo.“Estamos atravessando uma etapa crítica para combater a crise de saúde pública causada pela tuberculose MR com um novo teste”, declarou ontem Mario Raviglione, diretor do programa global da OMS para combate a tuberculose.Segundo Raviglione, esse novo teste – chamado Xpert MTB/RIF – vai determinar rapidamente se os pacientes preenchem as condições para se beneficiar de um regime de tratamento mais curto “e terminar seu tratamento em menos de metade do tempo e quase metade do dinheiro”.

O novo tratamento defendido pela OMS dura entre nove e 12 meses e custa cerca de US$ 1.000, em comparação com o anterior, de 18 a 24 meses de duração, e custo de US$ 3.

000.A recomendação da OMS é baseada em estudos com 1.

200 pacientes com tuberculose MR em dez países. A tuberculose MR é causada por bacilos da tuberculose resistentes à isoniazida e à rifampicina, os dois medicamentos mais eficazes anti-TB.

Segundo a OMS, em 2014, 5% dos 9,6 milhões de casos de tuberculose foram contraídos em forma multirresistente, representando 480 mil casos e 190 mil mortes por essa doença.OTempo
.

Fonte: Gazeta de Uberlândia