Confronto entre Polícia Militar e integrantes do MST deixou dois mortos (Foto: Reprodução / RPC)
Bom dia!
O G1 reuniu os principais assuntos do Paraná para esta sexta-feira (15) para que você comece o dia bem informado. CuritibaO Instituto Municipal de Administração Pública (IMAP) de Curitiba está com inscrições abertas para a concessão de bolsa-auxílio a servidores públicos municipais que tenham interesse de fazer cursos de pós-graduação. As bolsas contemplam o financiamento de até 70% do valor dos cursos de mestrado, doutorado e pós-doutorado, que se iniciem neste ano.

Os detalhes podem ser obtidos no edital. Norte e NoroesteInteressados em participar da Corrida Tiradentes, em Maringá, têm até domingo (17) para fazer as inscrições para a prova.

A corrida é a prova de rua mais tradicional da cidade e ocorrerá no dia 21 deste mês. Os corredores percorrem 10 quilômetros, num trajeto que contempla os principais parques da cidade.

As inscrições devem ser feitas pela internet e custam R$ 40. Oeste e SudoesteTermina nesta sexta o prazo para a conclusão do inquérito aberto pela Polícia Civil para apurar de que forma ocorreu o confronto entre policiais e integrantes do MST em Quedas do Iguaçu, no sudoeste do Paraná.

No enfrentamento, dois sem-terra morreram e dois ficaram feridos. Um deles cumpre prisão domiciliar e outro permanece internado sob escolta policial.

Na quinta (14), o superintendente do Incra no Paraná, Nilton Bezerra Guedes, viajou para a cidade a fim de entregar ao movimento a proposta da Araupel – empresa de reflorestamento que teve as terras invadidas – com o objetivo de reduzir o conflito agrário na região. A tentativa de acordo prevê a permanência dos sem-terra na área desde que os trabalhadores da beneficiadora tenham acesso ao local e às plantações de pinus ao menos até que a Justiça conclua os processos abertos envolvendo as propriedades em disputa entre a Araupel e a União.

Tomam posse nesta sexta os suplentes dos oito vereadores presos e afastados das funções depois de uma operação do Gaeco em Itaipulândia na terça-feira (12). O grupo é investigado em suspeitas de irregularidades com o pagamento de diárias por viagens, estadias e cursos em outras cidades.

O vereador Roberto Piano (PT) foi o único parlamentar a não ter prisão decretada. E, pelo regimento interno da Casa, assumiu automaticamente a presidência do Legislativo.

A sessão extraordinária está marcada para as 19h.
.