Projeto seria votado em primeira discussão nesta segunda-feira (Foto: Divulgação/Câmara de Curitiba)
A votação em primeira discussão do projeto de lei que pretende multar as pessoas que entram nos ônibus da cidade sem pagar a tarifa acabou sem nenhum resultado na Câmara Municipal de Curitiba na manhã desta segunda-feira (9). Como os vereadores não terminaram a votação no tempo previsto da sessão, que é de três horas, a discussão do projeto continuará na sessão de terça (10).
Se for aprovada, a medida poderá punir os infratores com multa de R$ 185,00, que poderá dobrar em caso de reincidência.

Pelo Twitter, a Câmara informou que o tempo regimental foi encerrado com a presença de 35 parlamentares no Plenário. PrejuízoUm levantamento feito pelas empresas que administram o transporte coletivo em Curitiba e Região Metropolitana, em 2015, mostrou que mais de um milhão de usuários utilizam o serviço sem pagar a passagem por ano, conhecidos como “fura-catracas”.

Segundo a pesquisa, 3. 252 entravam diariamente nos ônibus sem pagar a passagem.

O problema, de acordo com as empresas, gera um prejuízo anual de R$ 3,5 milhões.
.