Dick Costolo, CEO do Twitter. (Foto: Divulgação/Twitter)
Nem o ex-presidente-executivo do Twitter escapou de ter sua conta no microblog hackeada. Dick Costolo, CEO da empresa entre 2010 e 2015, teve seu perfil invadido neste domingo (19) pelo mesmo grupo que já havia atacado as páginas de Mark Zuckerberg, do Facebook, no Twitter e no Pinterest.

O golpe foi reivindicado pelos hackers do grupo OurMine, que publicaram tuítes anunciando a invasão. A conta de Costolo também fazia menção ao grupo: “Hey, é o OurMine, nós estamos apenas testando sua segurança, por favor contate-nos”.

Tanto essas mensagens quanto a conta do grupo no Twitter foram apagadas pelo microblog. Ao reassumir sua página, Costolo agradeceu.

“Parece que uma conta antiga de outro serviço que postava no Twitter foi comprometida, não meu Twitter. Eu já a recuperei.

Obrigado a todos”, escreveu. Costolo deixou o comando do Twitter em julho de 2015.

O posto foi assumido por Jack Dorsey, um dos fundadores da rede social e o primeiro CEO.Dick Costolo, ex-CEO do Twitter, teve conta na rede social invadida.

(Foto: Reprodução/Twitter/Dick Costolo)
O ataque é similar ao que mirou o presidente-executivo do Facebook no começo de junho. Até as das mensagens postadas pelo OurMine têm o mesmo conteúdo daquelas publicadas na ocasião pelas contas de Zuckerberg no Twitter e Pinterest.

Os invasores também disseram ter tomado posse do perfil do executivo no Instagram.
A hipótese levantada foi a de que o incidente estivesse relacionado ao vazamento de dados do LinkedIn em 2012 e que voltou à tona recentemente.

Se, há quatro anos, o conjunto de credenciais (login e senha) vazadas era de 6,5 milhões, o volume de informações pessoais comercializadas pela internet passou a ser de 167 milhões. A rede social de contatos profissionais foi comprada pela Microsoft por US$ 26,2 bilhões na semana passada.

.

Fonte: G1 Tecnologia