Tesla S (Foto: Divulgação)
Um motorista morreu quando o carro em que estava, um Tesla Model S, colidiu com um caminhão na Flórida, nos Estados Unidos. O veículo estava no modo semiautônomo ou “Autopilot”, em que o carro dirige sozinho dentro de algumas restrições.
Este é o primeiro acidente fatal com o uso desse tipo de recurso, disse a Tesla, em comunicado divulgado nesta quinta-feira (30).

O caso aconteceu em maio passado, mas só foi divulgado com a abertura de uma investigação pela agência de segurança de transporte do país (NHTSA) e a nota da Tesla. A fabricante disse que só soube do ocorrido na última quarta (29).

O que é semiautônomoApesar de diversas montadoras testarem veículos totalmente autônomos, inclusive nas ruas, nenhum país vende carros que dispensam motorista completamente.
Mas alguns modelos, como o elétrico Model S, permitem esse tipo de condução sob certos limites, de tempo e velocidade, por exemplo, e regras, como a de que o motorista mantenha as mãos aos volante, para reassumir o controle a qualquer momento.

Vítima tinha elogiado sistemaO site “The Verge” publicou que, em abril último, o motorista Joshua Brown, que morreu no acidente, tinha postado um vídeo no YouTube (assista aqui) em que dizia que o “Autopilot” o salvou da batida em outro caminhão que tentou pegar a mesma pista em que o carro dele estava.
Ele gravou o momento em que o veículo se aproxima pela esquerda e o Tesla subitamente desvia para o lado, evitando a colisão.

Um mês antes de acidente fatal, motorista postou vídeo elogiando o sistema Autopilot, da Tesla(Foto: Reprodução/YouTube)
“Eu não estava olhando naquela direção (de onde vinha o caminhão) e a Tessy (nome que dou para o meu carro) estava no comando, com o Autopilot ativo. Percebi o perigo quando a Tessy me alertou com um alerta para ‘assumir o comando imediatamente’ e com o carro desviando para a direita para evitar a batida lateral”, descreveu Brown.

“Você pode ver (no vídeo) quando eu retomei o controle (do carro), há um leve som no volante. A Tessy já tinha movido o carro para evitar a colisão”, completou.

O vídeo tinha mais de 1,7 milhão de visualizações até a noite desta terça.Como foi o acidenteO acidente com o Model S aconteceu em uma rodovia de in Williston e os sensores do carro não perceberam que uma carreta fez uma curva para a esquerda à sua frente, em um cruzamento.

O Tesla acabou entrando embaixo o caminhão e o teto foi arrancado, segundo descreveu o jornal local “The Levy Count”. O carro continuou se arrastando até sair da pista e bater em uma cerca.

Brown, de 45 anos, morreu na hora. O condutor do caminhão não se machucou.

“Foi o primeiro acidente fatal em 130 milhões de milhas percorridas com o Autopilot. Entre todos os veículos nos Estados Unidos, há, em média, um acidente fatal a cada 94 milhões de milhas.

No mundo, a cada 60 milhões de milhas, aproximadamente”, disse a Tesla, na nota. “É importante enfatizar que a ação da NHTSA é simplesmente uma avaliação premilinar para determinar se o sistema funcionou conforme o esperado.


.

Fonte: G1 Tecnologia