Moto Z e Moto Z Force, lançados pela Lenovo para substituir a linha Moto X, são acoplados a acessórios para ampliar funções. (Foto: Divulgação/Lenovo)
A Lenovo lançou os smartphones modulares Moto Z e Moto Z Force, que substituem a linha Moto X, e o Phab 2 Pro, que possui recursos de realidade aumentada e virtual, mapeamento 3D e quatro câmeras. Os aparelhos foram apresentados na Lenovo Tech World 2016, nesta quinta-feira (9).

Os novos Moto Z e Moto Z Force podem ser conectados a acessórios para ganhar novas funções ou terem sua capacidade ampliada. Essas capas são chamadas de MotoMods.

São três as versões, que podem agregar aos aparelhos: um projetor de imagens que leva a tela do celular para qualquer superfície; um amplificador de áudio e; uma bateria externa que aumenta a autonomia em até 28 horas.
A possibilidade de conectar componentes ao corpo do smartphone para dar mais potência a algumas funções já é explorada pela LG, no G5, e é uma das apostas do Google, que promete lançar seu celular modular em 2017.

Outra novidade é que a entrada para fones de ouvido passa a ser a mesma para acoplar a bateria. O encaixe também deixa de ser do tipo microUSB e passar a ser USB-C.

As configurações técnicas são as mesmas para os dois modelos: tela de alta-definição de 5,5 polegadas, processador quad-core de 2,2 GHz Snapdragon 820, da Qualcomm, 4 GB de memória RAM, bateria de 3,5 mil mAh.
As câmeras têm resolução de 21 MP (traseira) e 5 MP (dianteira).

A diferença é que o Moto Z Force tem tecnologia para deixar a tela reforçada.
Os celulares “Z” chegam ao mercado em setembro para assumir o lugar de top de linha da Lenovo.

Parceria entre Lenovo e Google, Phab 2 Pro tem quatro câmeras para explorar realidade virtual e aumentada. (Foto: Divulgação/Lenovo)
A outro novidade é fruto de uma parceria com o Google, antigo proprietário da Motorola e que vendeu a empresa para a Lenovo.

O Phab 2 Pro possui tecnologia do Projeto Tango, do Google, que emprega recursos de mapeamento 3D do ambiente para explorar a realidade virtual e aumentada.
É por isso que o dispositivo possui quatro câmeras.

Duas delas são usadas para registrar imagens, como em outros smartphones. Dentre elas, a frontal possui resolução de 8 MP e a traseira, de 16 MP.

As outras duas também ficam na parte de trás: uma reconhece profundidade e outra, captura movimentos. Essas três são as responsáveis pelas funções de realidade virtual e aumentada.

O Phab 2 Pro tem tela de 6,4 polegadas, bateria de 4 mil mAh e chega em setembro aos Estados Unidos por US$ 500.
.

Fonte: G1 Tecnologia