A Microsoft e o Facebook anunciaram, nesta quinta-feira (26), que trabalharão juntos para construir um cabo de Internet de alta velocidade através do fundo do Oceano Atlântico que irá desde a Virgínia do Norte, Estados Unidos, a Bilbao, Espanha.

O novo cabo submarino, “MAREA”, está previsto para o final de 2017, com o objetivo de responder à crescente demanda de conexões de dados mais rápidos e confiáveis dos clientes de companhias tecnológicas.

“Como o mundo se move cada vez mais para um futuro baseado na computação e na nuvem, a Microsoft continua investindo em nossa infraestrutura de nuvem para responder à demanda global de nossos mais de 200 serviços da nuvem”, disse em um comunicado Christian Belady, diretor de estratégia geral do centro de dados da companhia.

O MAREA será o cabo submarino com maior capacidade de conexão que já cruzou o Atlântico, com uma capacidade de informação estimada em torno de 160 terabytes por segundo, segundo ambas as empresas.

O cabo de 6.000 quilômetros será o primeiro que conecta os Estados Unidos com o sul da Europa, já que irá da Virgínia do Norte a Bilbao, Espanha, como afirmaram a Microsoft e o Facebook.

Desde a Espanha, a rede de dados estará vinculada com centros na África, no Oriente Médio e em outras partes da Europa, de acordo com as companhias.

A Microsoft e o Facebook afirmaram que trabalham neste projeto com empresas globais de comunicações como Telxius, propriedade da Telefônica.

“Estamos sempre avaliando novas tecnologias e sistemas para oferecer a melhor conectividade possível”, disse o vice-presidente de engenharia de redes do Facebook, Najam Ahmad.

“Queremos fazer mais projetos assim neste verão (Hemisfério Norte), o que nos permitirá ir mais rápido nas colaborações”.

A Microsoft comprou uma parte do Facebook há nove anos, ao pagar 240 milhões de dólares por 1,6% das ações da rede social.

AFP/OTempo