A Microsoft liberou uma mudança nas exigências de hardware mínimo para os PCs e aparelhos móveis Windows 10, e espera que as fabricantes cumpram as novas normas para tornar seus dispositivos mais seguros.
A partir de hoje (28/07), as fabricantes de PCs devem incluir um recurso de segurança baseado em hardware chamado TPM (Trusted Platform Module) 2.0 nos PCs, smartphones e tablets Windows 10.

O TPM 2.0 será bom para os usuários já que fará um trabalho melhor em proteger dandos sensíveis em um PC.

Uma camada de segurança TPM 2.0 – que pode ser na forma de um chip ou firmware – pode proteger os dados dos usuários ao gerenciar e armazenar chaves criptográficas em um contêiner confiável.

A Microsoft quer acabar com as senhas por meio de um recurso de autenticação biométrica chamado Windows Hello, pelo qual os usuários podem fazer login no PC por meio de uma impressão digital, reconhecimento facial ou da íris. Um chip TPM 2.

0 é importante para o Windows Hello já que gera e armazena as chaves de autenticação em uma área segura.
O TPM 2.

0 também pode transformar a autenticação em dois fatores via Microsoft Passport – que poderia usar autenticação biométrica e baseada em código – em um recurso comum dos PCs Windows 10. O Passport poderia ser usado para acessar sites, aplicações e outros serviços.

A Microsoft afirmou que o TPM não é necessário para o Hello, mas recomenda a camada de segurança para proteger dados do login biométrico. Os chips TPM podem ser difíceis de serem hackeados, e fazem um trabalho melhor protegendo informações sensíveis do que os mecanismos baseados em software que seriam usados para proteger os dados de login do Hello.

Vale destacar que o TPM 2.0 será uma exigência mínima em todos os aparelhos Windows 10 com exceção de placas para desenvolvedores como a Raspberry Pi 3, que roda o mais leve Windows 10 IoT Core.

Por fim, é importante lembrar que o recurso de segurança não é novo. Na verdade, está disponível há anos, especialmente em PCs corporativos.

Muitos novos PCs já possuem TPM 2.0, com exceção de máquinas de baixo custo.

.

Fonte: Computer World