Levantem as mãos: quem aí acha que é muito inconveniente ter que desligar totalmente o seu computador à noite?
Claro, você economizar um pouco de energia ou bateria com um desligamento completo, e o sistema pode aprecisar ter um início novo pela manhã. Mas quem quer esperar o Windows inicializar do zero?
O Windows 10 tem uma resposta para esse dilema com o Fast Startup. De forma bem parecida com o Fast Boot no Windows 8, o Fast Startup cria um arquivo master durante o desligamento que armazena determinados arquivos de sistema como o kernel do Windows e drivers do aparelho.

Na inicialização, o sistema carrega esses arquivos de volta na RAM. O resultado é um processo de desligamento que fecha todos os aplicativos, arquivos e contas de usuários, mas não exige uma reinicialização completa.

Que tipo de economia de tempo é possível ter com o Fast Startup? Na minha experiência pessoal com um desktop baseado em SSD, habilitar esse recurso corta cerca de 5 segundos do processo de inicialização, tornando um processo já rápido em algo muito mais ágil. Mas é óbvio que isso pode variar.

Os benefícios devem ficar ainda mais claros em sistemas que usam um HD mecânico em vez de SSD.
Se você comprou um PC com o Windows 10 pré-carregado, o Fast Startup provavelmente já está habilitado por padrão, e o mesmo deve ser verdade para os upgrades a partir do Windows 8.

Mas quem fez (ou vai fazer) a atualização a partir do Windows 7 pode ter de habilitar esse recurso pelo Painel de Controle. Veja abaixo como fazer.

Primeiro, vá até Power Options no Painel de Controle do Windows 10. A maneira mais fácil de chegar lá é abrir uma busca e digitar “power”, então selecionar Power Options entre os resultados.

Selecione a opção Choose what the power buttons do a partir da barra lateral do lado esquerdo. Caso as configurações no mundo inferior estejam em cinza, clique em Change settings that are currently unavailable perto do topo da tela.

Por fim, marque a opção Turn on fast startup (recommended) perto da parte inferior da tela. Não se esqueça de clicar em Save Changes quando tiver terminado.

E por que você não deveria habilitar o Fast Startup? O site especializado HowToGeek cita alguns motivos – por exemplo, o recurso pode bagunçar um pouco sistemas dual-boot por causa da maneira como lida com o HD do Windows – mas isso não deve ser problemas para os usuários padrão.

.

Fonte: Computer World