Da esquerda para dir., Leslie Jones, Melissa McCarthy, Kristen Wiig e Kate McKinnon em ‘Caça-fantasmas’ (Foto: Divulgação)
O Twitter fechou a conta de diversos usuários após uma onda de comentários racistas que levaram a protagonista do filme “Caça-Fantasmas” Leslie Jones a abandonar a rede social, segundo a agência de notícias Reuters.
A empresa afirmou que irá redobrar seus esforços para diminuir esse tipo de abuso e que irá bloquear permanentemente usuários que repetirem esse comportamento.

“Pessoas deveriam ter o poder de expressar suas opiniões e crenças no Twitter, mas ninguém merece ser o alvo de abuso online direcionado”, afirmou a empresa em nota.
“Sabemos que muitas pessoas acreditam que não fizemos o suficiente para diminuir este tipo de comportamento no Twitter.

Concordamos. Vamos continuar investindo pesadamente em melhorar nossas ferramentas e sistemas de proteção para identificar melhor e tomar ação mais rapidamente contra abuso enquanto está acontecendo.


Entre o suspensos está o editor de tecnologia do site conservador americano Breitbart, Milo Yiannopoulos. Conhecido por suas mensagens provocativas, ele disse na noite de terça-feira (19), segundo o site conservador Breitbart, que sua suspensão do Twitter era uma “covardia”.

“O Twitter confirmou que é um lugar seguro para terroristas muçulmanos e extremistas do Black Lives Matter (a organização “As vidas dos negros importam), mas uma área proibida para os conservadores”, escreveu ele.
A suspensão ocorre depois que Leslie Jones, uma das estrelas do filme, fechou sua conta no Twitter por causa da enxurrada de mensagens racistas e ofensivas que recebeu após o lançamento do filme.

“Deixo Twitter com lágrimas e tristeza no meu coração. Tudo isso porque eu fiz um filme.

Eles podem odiar o filme, mas a merda que eu recebi hoje..

. não está certa”, escreveu a atriz negra de 48 anos, que entre vários insultos foi acusada de ser feia e desagradável.

Jones, também roteirista e atriz do programa de televisão Saturday Night Live, reagiu retuitando as mensagens recebidas, e reclamou: “Twitter, eu entendo que você respeita a liberdade de expressão, mas deveria haver diretrizes quando se permite divulgar coisas como isso (abusos verbais)”.
O presidente do Twitter, Jack Dorsey, respondeu a Jones com um tuíte afirmando que estava “acompanhando” o assunto e pediu-lhe que o contactasse diretamente.

A conta de Yiannopoulos, que tinha mais de 338.000 seguidores, foi bloqueada logo depois.

“A sua conta foi permanentemente suspensa por repetidas violações das regras do Twitter (..

.), especificamente aquelas que proíbem incitar ou assediar certas pessoas”, diz o aviso do Twitter reproduzido no site Breitbart.

Leslie Jones comenta insultou racistas que recebeu no Twitter (Foto: Reprodução/Twitter/lesdoggg)
.

Fonte: G1 Tecnologia