Guilherme e Santiago – Disco de modão – Acústico 20 anos

    0
    2

    Áudio oficial da música “Disco de modão”, do álbum Acústico 20 anos, de Guilherme e Santiago.

    Informações e novidades:

    Facebook: https://www.facebook.com/guilhermeesantiago
    Site oficial: http://guilhermeesantiago.com.br
    Instagram: https://www.instagram.com/guilhermeesantiago

    —————-

    DISCO DE MODÃO
    (Diego Kraemer / Tiago Marcelo / Renato Honorato)

    Garçom me traz um copo e também uma garrafa
    Que hoje eu quero ver se essa dor aqui não passa
    Eu sei que você tem aquele disco de modão
    Com as “moda” derramadas de sanfona e violão

    Já to decidido
    Hoje vou esquecer ela
    Cachaça empoeirada desce aquela com canela
    Avisa companheiro que hoje eu vou fechar o bar
    E até a última gota do estoque eu vou tomar

    Refrão

    E é por você
    Que eu “tô” saindo do corpo
    “Tô” louco
    “Tô” doido
    Sofrendo de novo
    Tava ruim melhorou, ficou bom piorou, depois que eu bebi pra esquecer

    E é por você
    Que eu “tô” saindo do corpo
    “Tô” louco
    “Tô” doido
    Sofrendo de novo

    Tava ruim melhorou, ficou bom piorou, depois que eu bebi pra esquecer você

    Garçom me traz um copo e também uma garrafa
    Que hoje eu quero ver se essa dor aqui não passa
    Eu sei que você tem aquele disco de modão
    Com as “moda” derramadas de sanfona e violão

    Já to decidido
    Hoje vou esquecer ela
    Cachaça empoeirada desce aquela com canela
    Avisa companheiro que hoje eu vou fechar o bar
    E até a última gota do estoque eu vou tomar

    Refrão

    E é por você
    Que eu “tô” saindo do corpo
    “Tô” louco
    “Tô” doido
    Sofrendo de novo
    Tava ruim melhorou, ficou bom piorou, depois que eu bebi pra esquecer

    E é por você
    Que eu “tô” saindo do corpo
    “Tô” louco
    “Tô” doido
    Sofrendo de novo

    Tava ruim melhorou, ficou bom piorou, depois que eu bebi pra esquecer você

    Ô garçom, eu sei que você tem aquele disco de modão
    Quando acordei não te vi, que desespero